EDUCAÇÃO NOS DIAS DE HOJE

A Educação Religiosa como o meio, e o ser humano como o fim

Giovane Disner Castanha

Inicio citando as palavras do Concílio Vaticano II sobre a Educação Cristã:

Educação essa que não visa apenas à madureza da pessoa humana, mas objetiva, em primeiro, que os batizados sejam gradativamente introduzidos no conhecimento do mistério da salvação e se tornem, de dia para dia, mais cônscios do dom recebido da fé; aprendam a adorar a Deus Pai em espírito e Verdade (Jo 4,23), sobretudo na ação litúrgica; sejam treinados a orientar a própria vida segundo o homem novo na justiça e santidade da verdade; assim, pois, cheguem a construir o homem perfeito, na força da idade que realiza a plenitude de Cristo e cooperem para o crescimento do Corpo Místico. Habituem-se eles, ainda, cônscios de sua vocação, a dar testemunho da esperança que neles reside e a contribuir para a transformação cristã do mundo, na qual os valores naturais sejam assumidos na visão completa do homem redimido por Cristo e contribuam para o bem de toda a sociedade*.

O Concílio Vaticano II apresenta o ideário da Escola Confessional — a que segue sob uma égide religiosa — hoje com visão ecumênica, mostra a uma nova missão para o nosso tempo, notória nas palavras da Declaração sobre a Educação Religiosa: através das escolas confessionais, busca-se a evangelização dos  alunos como objetivo primeiro.

E como entender isso? Por que essas escolas não se atêm somente à  excelência acadêmica? A resposta é a seguinte: o objetivo de chegar à excelência acadêmica é que faz com que existam todas as escolas do mundo.  Porém, para escolas não laicas, além da excelência, o seu fim último e seu objetivo primeiro é a evangelização; é o anúncio de Jesus Cristo Ressuscitado, para que os batizados tenham consciência do mistério da Salvação, do qual nós fazemos parte e cujo dom maravilhoso devemos comungar, através do exercício da fé.

O ensino religioso nas Escolas Católicas almeja dar aos alunos uma visão de mundo através das experiências do ser humano com o Sagrado, ou seja, através de sua dimensão transcendente, que é a Alma que nos move. Essa disciplina busca dar uma visão holística — de totalidade do universo religioso — sem esquecer a nossa identidade e fé.

Acredito que uma das suas principais colaborações para a formação integral dos jovens e na formação dos valores, que infelizmente em nossa sociedade há uma cultura de antivalores, aquilo que escutamos até no discurso de nossos jovens, tudo é relativo, isto depende de cada um.  Em outras palavras, estamos vivendo em ditadura do relativismo e do subjetivismo; é nesses campos que o ensino religioso busca formar e recordar a estes jovens que existem valores perenes, que nem tudo é relativo e subjetivo, que existe uma Verdade e que valores ainda são objetivos, valendo, portanto, a pena serem vividos, tais como Solidariedade, Justiça, Respeito, o que se pode resumir em Amor Fraterno.

Esses valores e muitos outros — buscamos trabalhar nas aulas de Educação Religiosa, preenchendo, principalmente, as lacunas que os jovens vêm trazendo de casa, uma vez que em nossa sociedade vigoram o individualismo e consumismo, antivalores que muitas vezes ganharam espaços em nossos lares.

Cada vez mais, nossos jovens buscam no espaço da Escola alguns valores básicos que a família não conseguiu incutir. Essa é missão da Educação Religiosa nas Escolas Confessionais: apontar para um norte, Jesus Cristo Ressuscitado, buscando formar tais valores nos corações de nossos jovens.

Muitas vezes falo em minhas aulas, que aquilo que aprendemos com a Educação Religiosa são assuntos, conceitos ou vivências que levamos para a vida, e esse diferencial de conhecermos e de vivermos tais  valores ninguém nos tira; além disso, graças a eles, sempre nos destacamos por sermos diferentes.

Giovane Disner Castanha
Docente de Educação Religiosa no Instituto Pio XI e no Colégio Santo Agostinho


*CONCÍLIO VATICANO II, Declaração “Gravissimum Educationis” sobre a Educação Cristã, Petrópolis, 1986, n. 2.

Matérias Anteriores:

LOCALIZAÇÃO

Rua Roberto Silva, 71 - Ramos
CEP 21060-230
Rio de Janeiro - RJ

Veja Mapa

HORÁRIO

De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

 

FALE CONOSCO

3194-1401

3194-1404


Email: atendimento.pioxi@abeas.org